quarta-feira, outubro 04, 2006

Incoming Message

Em carta pronta de resposta chegada ontem, o excelentíssimo senhor Alfredo Maia, Presidente do Sindicato dos Jornalistas, afirmou que será proposta “uma análise mais detalhada do caso” de plágio que tem assolado o Caderno de Corda. Atencioso e ponderado, Alfredo Maia adiantou: “(...) considerando justa a pretensão de ver esclarecido o caso e, especificamente, apreciado pelo Provedor do Telespectador, tomei a iniciativa pessoal de fazer chegar ao seu gabinete o meu apoio a tal pretensão”.
O Sindicato dos Jornalistas, pela pena do seu Presidente, demonstrou, textualmente, solidariedade para “com todos os jornalistas e outros autores que considerem violados os seus direitos”.
Havia eu antes escrito ao Presidente Alfredo Maia, comentando: “O facto de ter sido a RTP a entidade plagiadora, torna, diria, este caso paradigmático, pois confirma, como se escreveu no jornal Expresso de 20 de Maio, ‘a perigosa tendência dos órgãos de Comunicação Social para se converterem em receptores passivos de informação, abandonando progressivamente a sua vocação de mediadores directos entre as fontes noticiosas e os seus leitores’.
Assim, se do ponto de vista dos bloggers estão em causa problemáticas tão actuais e carentes de regulamentação como são a protecção dos direitos autorais na Internet e a dignificação, credibilização e fiscalização da blogosfera; do prisma dos jornalistas também urge discutir a verificação prática do cumprimento da ética e da deontologia na indústria de conteúdos, vulgo, Media (onde grassa o desrespeito pela propriedade intelectual dos bloggers).
Num tempo ultramediatizado no qual já se apelidou o espaço de trabalho de jornalistas como ‘redacções corta e cola’; quando sete em cada dez notícias publicadas nos jornais são difundidas por agências de informação e gabinetes de Imprensa, torna-se essencial discutir abertamente o porquê de cada vez mais cidadãos considerarem que os media não são fiáveis.”

Have you been paying attention?

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger RS said...

V

RS

quarta-feira, outubro 04, 2006 3:31:00 da manhã  
Anonymous rm said...

Julgo estar a tardar uma explicação da RTP, embora tal não se compreenda numa estação televisiva com a sua história. Não desistas vai em frente.
Tio

quarta-feira, outubro 04, 2006 11:17:00 da tarde  
Blogger Davi Reis said...

Vou sim, Tio! Essas palavras são catalisadoras!

Um beijinho e o meu eterno "obrigado"

quinta-feira, outubro 05, 2006 3:44:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home