quarta-feira, maio 04, 2005

Inverno

Hoje o mundo está mais pequeno.
As palavras escoaram o sentido das coisas
E os imprudentes intelectualizaram-se.
Captei o teu mais pequeno movimento
Enquanto a mão poisas, não poisas
e deixas voar-te com o vento.
Hoje a solidão deu comigo.

Dedicar-te um poema
Ideia
Tudo se perde
Se transforma
Se emudece
E esquece
Nem a pretensão
Um preciosismo
Apenas as palavras
Quase sem sentido
E –ismo
Solidão
Um tanque profundo
Azul mais escuro
Preto
Um rasgão
O peito
Azedo
Rancor
Perturbação
Amor acre
Mas o teu som é uma canção
O teu passo é uma arte
De uma academia de profissionais
Do poema
Parte
Perde-se
Suspira
Emudece
E esquece-se

Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger "flor do vento" said...

Gosto muito deste!! apesar de gostar de tudo o k li aqui! chamo-me inês e descobri o teu blog porque o meu "mora ao lado";) bela poesia.. ahhh adorei o excerto do livro de fernando pessoa

quinta-feira, maio 19, 2005 12:15:00 da manhã  
Blogger Davi Reis said...

Inês, muito obrigado pelo teu comentário. Afinal, quem escreve é para ser lido. Deste-me um sorriso hoje.

Beijinhos.

sábado, maio 21, 2005 12:09:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home