quarta-feira, agosto 30, 2006

Quero Mais (Baby Jane)

QUERO MAIS
(Baby Jane)

Não foi nada como devia ser
Tu zangada e eu sem nada fazer
Dá-me um minuto para pensar

Um sonho tornado realidade
No fim mostrei falta de capacidade
Para te ter, para te amar

Hoje vejo-me no corpo a idade
De ti resta uma miragem-saudade
E o gosto ao cheiro que era teu...

Eu
Quero mais, muito mais, quero mais de ti... x2
Quero mais, muito mais, mais de ti... x2

Pedi-te que me desses algum tempo
Mas não podias esperar pra sempre
O amor não pode esperar

Eu sei que tu já não queres saber
Do que eu possa pensar ou dizer
Tarde demais pra te conquistar

E se um dia tu passares por mim
Lembra-te que já fui teu e sorri
Por tudo aquilo que não aconteceu

Eu
Quero mais, muito mais, quero mais de ti... x2
Quero mais, muito mais, mais de ti... x2

[Bridge]

Quero mais... quero um pouco mais...
Um tudo-nada-tanto
Quero tudo em ti
Quero tanto em ti
Quero tanto...

Quero mais, muito mais, quero mais de ti... x2
Quero mais, muito mais, mais de ti... x2
-*-

Ao que parece, o Ricardo Tomás, um dos guitarristas da banda Baby Jane, numa sã demonstração de vitalidade e open mindness, decidiu gravar umas músicas empoeiradas. Num sistema caseiro, com bateria sintetizada (por incrível que pareça, nem me chocou muito), reproduziu com mestria assinalável alguns riffs de boa memória para a banda - no caso, refiro-me à música "Quero Mais", inspirada num caso real em causa própria, escrita na plenitude adolescente do autor, contados líricos 16 anos apaixonantes e ultra-românticos...
Entretanto, o Tomás pediu-me há dias para lhe escrever a letra novamente, uma vez que já não a sabia toda de cor. Acedi, apesar de também eu, no continuum de lapsus mentis, me ter esquecido de uma ou outra parte. Sabia ter algures a gravação de um concerto no qual tocámos a música, em Marco de Canavezes, que valeu sobretudo pela viagem e pela presença em palco dos enigmáticos "Pausa Para Jantar", que tocavam em ambos os dias de cartaz - curiosamente, à hora de... jantar. Sei dizer que ouvi a cassete, mas acontece que o Pinto se esqueceu, em palco, das mesmas partes da letra que fugiram da minha memória, assim como da do Tomás - a fuga foi repetir as estrofes. Propus então ao Tomás reescrever totalmente a letra, o que ele declinou, argumentando gostar dela assim mesmo, como há dez anos. O que fiz foi reescrever os gaps da letra, respeitando a métrica e a temática, como é óbvio. Este "Quero Mais" aqui apresentado hoje à laia de mera curiosidade - pois que não terá sido uma das músicas mais marcantes do grupo -, fez um liftingzito, recordando o platonismo de uma paixoneta adolescente, como até aqui o texto já deixou claro. Fica registada a letra, para que nunca mais se perca, com apreço pela blogosfera.

n.b. - Uma gravação de "Quero Mais" - assim como de "Credor", Princípio do Fim" e "Revolução" - já havia sido "produzida" pelo João Martins (Skamioneta do Lixo). O resultado era um som sujo e sincero, grungy q.b., com power. No entanto, por estranhíssimos motivos até hoje desconhecidos, os masters desapareceram debaixo das barbas da banda.

Etiquetas: , , ,

6 Comments:

Blogger Sandra White said...

phentermine - health insurance - debt consolidation - home equity loans Nice comment.. I ll come back for sure :]

quarta-feira, agosto 30, 2006 2:51:00 da tarde  
Blogger Arnaldo Lemos said...

E que tal voltar a gravar as musicas?

Abraço...

quarta-feira, agosto 30, 2006 10:21:00 da tarde  
Blogger Davi Reis said...

É uma hipótese... e cada vez mais viável. Há algo no ar...

quinta-feira, agosto 31, 2006 12:51:00 da manhã  
Anonymous rp said...

há essa hipótese? contem-me as novidades...
aquele abraço

quinta-feira, agosto 31, 2006 10:11:00 da manhã  
Anonymous Johnny said...

:D

fui

quinta-feira, agosto 31, 2006 12:34:00 da tarde  
Blogger Davi Reis said...

Mano RP, estás a fazer-te desentendido? Mas achas que não saberias as novidades? Sem ti não haverão novidades... The same goes to Johnny.

Aquele abraço

quinta-feira, agosto 31, 2006 7:39:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home